O que é um "tratamento de acupuntura"?

Quando se fala em acupuntura pensamos logo em um tratamento pela colocação de agulhas finas em locais estratégicos do corpo. Certamente acupuntura é isso, sim; mas também é muito mais. Além das agulhas, a maioria dos acupunturistas também utilizará a moxa, que é a combustão das folhas preparadas da artemísia, geralmente sob forma de "charuto". É parte indissociável da acupuntura, que no original em chinês é zhen jiu (agulha / moxa). O acupunturista ainda pode utilizar outras técnicas como ventosas, massagens, raspagem (guasha), uso de pastilhas de metal, sementinhas, micro-agulhas, sangria, fios de bombeamento de íons, emissão da “energia vital” e o estímulo dos pontos de acupuntura com várias ferramentas, algumas emitindo eletricidade, luz, ondas sonoras, magnetismo... Todas essas ações são orientadas pela lógica da racionalidade médica chinesa. E que lógica seria essa? A de que a vida dos seres humanos é organizada; que essa organização implica em algo que poderíamos chamar de “ordem vital”; que essa ordem vital pode ser abalada, levando a estados de adoecimento; que ela pode ser restaurada através de medidas adequadas a cada tipo de adoecimento; e, finalmente, que ela pode se tornar cada vez mais resistente a partir do cultivo da saúde.


Ler mais...